Onde está o Popo?

Minha ida a Puebla foi, na verdade, só uma parada no caminho a Oaxaca. Além de ter ouvido da beleza da arquitetura da cidade, o principal motivo que me levou até lá foi uma foto que vi de uma igreja no alto de um morro, tendo ao fundo o grande vulcão Popocatepetl. A ideia era dar um rolé pela tarde e logo antes de anoitecer pegar o busão pra Oaxaca.

img_8584

Realmente a cidade é toda muito bonita (pelo menos na zona central) com ruas bem cuidadas e uma grande quantidade de prédios antigos preservados e em ótimo estado. A cidade difere bastante do ambiente caótico com que me havia acostumado a ver nas cidades por onde havia passado. Havia ouvido uma história de que Puebla seria uma espécie de zona neutra dentro da disputa entre os narcotraficantes mexicanos. O México é um país onde a família é muito valorizada e creio que isso possa ser uma razão pela qual mesmo os “narcos” tiveram esse tipo de preocupação. Diz-se que para lá enviam seus filhos para estudar e viver, onde podem estar livres de emboscadas de rivais e sem ter de viver a rotina de seus próprios familiares. Fico imaginando um narco daqueles bem barra pesada operando um cartel brabo lá pelas bandas de Sinaloa ou Chiuhuahua e mantendo uma filhinha bibelô-inocente estudando artes em Puebla…

img_8605

Além da arquitetura, outra grande atração de Puebla é a culnária com seu famoso mole poblano, que é um molho a base de pimenta, castanhas, cacau e uma quantidade de condimentos que pode variar de acordo com a preferência. Ele é uma das marcas da culinária mexicana e de fato já o havia provado antes de entrar no México.

img_8581

Finalmente me dirigi ao que mais visava nesta rápida passagem por Puebla: o povoado Cholula, onde se encontra a tal igreja no alto de um morro, com o vulcão ao fundo. Achei o morro, achei a igreja no alto dele, mas o maior de todos, o grandioso vulcão Popocatepetl (Popo, para os íntimos), não encontrei. Estava encoberto por nuvens e/ou cinzas… mas o interessante que descobri nesta visita é que o morro sobre o qual foi construída a igreja era na verdade uma elevação de terra que se formou sobre uma antiga pirâmide, já completamente oculta sob terra depositada pela natureza e as construções deixadas pelos invasores. Um interessante metáfora acidental da cultura latinoamericana.

img_8672