Cruzando a poça de volta -16 a 17 de Janeiro de 2013

Cheguei à noite ao Aeroporto John F. Kennedy. Já tinha onde ficar, pois minha amiga Eliza estava morando lá e só fiquei sabendo depois que ela viu as fotos da primeira passagem pela cidade e entrou em contato. Esse tipo de surpresa ainda voltaria a ocorrer em outras partes da viagem. Saindo do aeroporto, peguei o metrô rumo ao Harlem, que parece que se tornou minha casa na Grande Maçã (na minha primeira passagem pela cidade também fiquei no bairro). Cheguei em meio a uma leve chuva de granizo. E o pior foi que quando cheguei ao endereço, era daqueles prédios antigos de três andares e não tinha campanhia… tive que dar uns gritos pra que ela me ouvisse.

IMG_4833

So tired

Minha ideia não era ficar muito tempo em New York, pois já havia conhecido antes. No dia seguinte, Eliza me levou pra ir ver a Estátua da Liberdade de perto. Não chegamos a ir à estátua, pois simplesmente passamos numa barca em frente a ela. A barca ia a Staten Island, mas só tomamos a barca para ver a estátua, então nem saímos da estação e já embarcamos na seguinte de volta.

IMG_4840

Como não tinha muitos planos mais do que fazer na cidade, fiquei o resto do meu tempo por lá só vagando pelas ruas do Harlem. A próxima parada seria New Orleans e depois de pesquisar os preços entre os diferentes meios de transporte, decidi optar pelo trem, que demorava e custava mais ou menos o mesmo que o ônibus e além do mais me parecia uma experiência mais interessante. Comprei pela companhia de trens AMTRAK. A viagem era para durar umas 30 horas, mas devido a uma nevasca que novamente nos pegou pelo caminho, levou bem umas 40 horas. Parece que as poucas oportunidades de neve que tive (antes na Europa e agora nos EUA) não foram desperdiçadas… Por várias vezes o trem simplesmente parou no caminho e pra completar o quadro, fui a viagem inteira ao lado de um auto-denominado cafetão do Alabama. O cara, que devia ter entre uns 40 e 50 anos, até que era gente boa, mas às vezes era meio mala. Serviram uma quentinha com arroz e frango e mais umas comidinhas extras devido ao atraso. O frango da quentinha ofereci ao meu vizinho de assento, que aceitou com gosto. Em retribuição recebi um “thanks!” e mais algumas historietas de gigolô para entreter a viagem.

IMG_4858

Estátua de Adam Clayton Powell – Harlem

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s