Ainda 6/12 – NYCS Weekly Meeting

De volta para casa, comemos alguma coisa que compramos numa grocery store e nos arrumamos para ao encontro semanal da comunidade do Couchsurfing de New York. A comunidade do CS em NY é uma das maiores do mundo (creio que só está atrás de Berlim, Buenos Aires e Rio de Janeiro), então imaginei que haveria um grande encontro, como o que temos no Rio. Marquei de me encontrar lá com Evan, um camarada que já foi meu hóspede no Rio. O encontro acontece num pub, no segundo andar, que é reservado só para eles. Ao chegar à porta do pub, já a primeira surpresa. O porteiro pediu nosso passaporte e eu, como não queria andar com um documento tào importante pela rua, só trazia comigo a identidade. O cara foi irredutível e ficamos sem ter como desenrolar. Então pedi a Lia (que não havia dado o mesmo mole que eu) que subisse e fosse procurar pelo Evan para avisar que estava lá embaixo e não poderia subir. Pouco tempo depois ela chega, acompanhada da figura ao puro estilo NBA. Eu e Evan nos abraçamos longamente. Não nos víamos desde o início do ano, quando depois de ter se hospedado lá no meu cafofo juntamente com uns outros dez cochsurfers dos quatro cantos do planeta (podia se dizer que era quase um bloco carnavalesco internacionalista), ainda o hospedei mais um par de vezes, pois ficou pelo Rio fazendo uma vivência em ciências florestais no interior do estado. Depois de nos cumprimentarmos, ele já foi me naturalmente me conduzindo para o interior do pub, dizendo que não haveria problema. Ao que o leão-de-chácara foi se chegando, deixando entender que o problema ainda existia, nosso camarada chamou o sujeito na chincha e conseguiu amaciar o tipo.
Entrei finalmente e subi até onde estavam todos. Havia muito menos gente do que nas nossas noites de quinta-feira no calçadão de Copacabana. Mas isso não me pareceu nenhum problema. O que me pareceu mais estranho foi o fato de não ter sentido uma boa receptividade das pessoas. No Rio, é muito fácil se enturmar, pois todos falam contigo e as rodinhas de conversa estão sempre mudando e você nunca para no mesmo lugar. Tudo bem que tem coisa do jeito de ser carioca, muito mais expansivo que o novaiorquino, mas não é só isso, pois o ambiente do CS ajuda em muito a diluir esses entraves culturais. Percebi que já existiam as rodinhas formadas de colegas e aparentemente a maioria não estava muito aberta a novidades. Felizmente conhecia o Evan, pois afora ele só consegui travar um contato mais longo com uma suíça que estava de passagem por NY e um indiano que vive lá.
Lia não aguentou e saiu cedo de lá e foi dar um rolé. Fiquei até o encontro minguar e todos saírem, ainda bem cedo. Esperei por ela na entrada do bar e depois fomos comer algo antes de voltar para casa. Entramos numa lanchonete, onde comemos umas fatias de pizza. Era $4 cada fatia. Ainda peguei um suco de coco engarrafado, que custou $1,50.

Anúncios

6 pensamentos sobre “Ainda 6/12 – NYCS Weekly Meeting

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s